Folha do ES
Ter, 15 de Out

Home     Judiciário


Juiz acusa o autor das denúncias contra o Prefeito de crimes contra juízes

Juiz acusa o autor das denúncias contra o Prefeito de crimes contra juízes

Plínio Marcos Leal (E) ao lado do irmão do presidente da Câmara, Manfrini Amaro

  Por Redação

  23.agosto.2019 às 13:41

O juiz de Itapemirim Rafael Brumana acusou criminalmente Plínio Marcos Leal de envolvimento nos crimes contra magistrados da comarca. Plínio é aliado e mentor do Presidente da Câmara Mariel Delfino Amaro e de seu irmão Manfrini Amaro. E ainda trabalha com eles.

Em despacho publicado no processo, o magistrado se declara impedido porque Plínio está sob investigação criminal. Ele é um dos mentores dos crimes contra a honra de juízes em redes sociais. As fakes News de Plínio e gangue atingiram a honra dos magistrados, de forma leviana e covarde, com falsas acusações de venda de liminar. Isso porque perderam todas na justiça, inclusive no Tribunal. E ao invés de recorrerem, fazem campanha difamatória e caluniadora contra autoridades judiciárias.

Os crimes contra juízes ocorreram após a justiça conceder a 1ª liminar a favor do Prefeito há 90 dias atrás, em episódio idêntico de fraude legislativa.

Na ocasião, a câmara inventou o mesmo falso afastamento, sem pé nem cabeça, sofrendo derrota acachapante. Inconformados, aliados do Presidente da Câmara, como o ex servidor Plínio Marcos Leal, organizaram campanha difamatória nas redes sociais com acusações contra juízes.

Para isso usaram até figuras obscuras e sem escrúpulos. Uma delas vive sem perspectiva nos Estados Unidos, exilada, de onde faz postagens criminosas com IP americano. O pai é traficante condenado.

Outro é um drogadito da cidade de apelido “Marley”, também sem perspectiva e com antecedentes criminais, que tentou extorquir pessoas da gestão atual, sem sucesso. E ainda há os perfis fakes, comandados por servidores da Câmara.

Plínio Marcos Leal e o Presidente Mariel Delfino comandam essas pessoas de baixa qualidade, que postam o que eles mandam. Ontem mesmo postaram novos ataques aos juízes e ao poder judiciário, renovando a campanha difamatória contra autoridades.

Onde Plínio e Mariel querem chegar com isso ainda não se sabe, mas a prisão pode ser o preço pelo caráter, irresponsabilidade e inconsequência desse grupo criminoso.

Quem alimenta essas figuras de redes sociais e do que vivem ainda é mistério a ser revelado. Certo mesmo é que não ficarão impunes, sejam mentores ou executores. Estão todos sob investigação criminal.

Itapemirim aguarda a tão esperada operação contra as Fake News caluniadora de juízes e autoridades. Só com prisão e processo essa turma vai parar. A onda está em curso e vem forte. TIC TAC.

Juiz apresentou notícia criminis contra Plínio Marcos Leal


Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo do Leia-se para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Leia-se. Todos os direitos reservados.